This page in English

LINHAS DE PESQUISA

TTO – Trabalho, Tecnologia e Organização

A Engenharia de Produção tem como objeto de investigação a concepção e coordenação de situações produtivas, no interior das quais se articulam os processos de produção e de trabalho. A Engenharia de Produção expressa sua singularidade, frente aos demais ramos da Engenharia, por ter o Trabalho como objeto de pesquisa e produção de conhecimento. Distingue-se também das Ciências do Trabalho por considerar o trabalho em suas condições concretas de realização. Dessa forma, o Trabalho é a atividade humana singular, histórica e socialmente contextualizada, constituindo-se, ao mesmo tempo, em centro da análise e elemento estruturante e organizador das situações produtivas. Além disso, o Trabalho deve ser compreendido considerando-se os condicionantes postos pela Tecnologia, pela Organização e pela sociedade. As relações entre Trabalho, Tecnologia e Organização são compreendidas a partir dos seus aspectos descritivos, relativos a uma racionalidade instrumental voltada para a eficiência e eficácia, bem como, dos aspectos normativos, relativos às normas ou critérios socialmente definidos, que orientam as escolhas de projetistas e organizadores. As investigações nesta linha de pesquisa produzem conhecimentos e contribuições para transformações em dois campos: a) no campo do Projeto de Engenharia voltados para a produção de modelos descritivos, explicativos e/ou propositivos para a atividade de concepção de produtos, processos e trabalho; e, b) no campo da Dinâmica Social e do Trabalho voltados para a produção de modelos descritivos, explicativos e/ou propositivos sobre as formas de organização da produção e do trabalho e sobre as condições em que o trabalho se realiza, considerando-se os processos de mudança social, tecnológica e organizacional.

 

Temas de Pesquisa

  • O campo do Projeto de Engenharia voltado para a produção de modelos descritivos, explicativos e/ou propositivos para a atividade de concepção de produtos, processos e trabalho, envolve pesquisas que contribuam para:

a) A compreensão das relações entre pessoas, tecnologias e formas de organização do trabalho nos processos de concepção e contribuam para a teoria do projeto de engenharia e ciência do projeto. Interesse especial é dedicado à gestão de bases de conhecimento, cognição compartilhada, abordagens construtivistas, dialógicas e construção social do projeto.

b) A instrumentalização dos processos de projeto de engenharia, em especial aquelas voltadas para as metodologias de projeto que integrem as perspectivas ascendentes e descendentes, favorecendo os a comunicação e interações dos atores sociais nos processos de concepção. Interesse especial às articulações com tecnologias digitais envolvendo computação gráfica, captura de cenários, construção de cenários evolutivos, simulação discreta, simulação baseada em agentes, simulação humana, captura de movimentos e o uso de games em projetos de engenharia. 

c) A compreensão dos processos de projeto de situações produtivas, enquanto campo específico do projeto de engenharia, considerando como os modelos de racionalidade produtiva são transpostos para as condições objetivas e concretas de um sistema de produção específico, envolvendo as estratégias de produção na indústria de processos contínuos, produção repetitiva, agricultura e serviços. Interesse especial nos métodos de modelagem qualitativos e quantitativos, layout, logística interna e externa, sistemas de movimentação, unidades de armazenagem e sistemas de distribuição.

d) A produção de projetos inovadores de produtos (bens ou serviços) e instrumentos de trabalho, em especial aquelas que consideram a perspectiva dos usuários por meio da análise e ponto de vista da atividade. Interesse especial em ergonomia situada, ergonomia de concepção, ergonomia prospectiva, projeto continuado no uso e design universal.

 

  • O campo da Dinâmica Social e do Trabalho voltado para a produção de modelos descritivos, explicativos e/ou propositivos para as formas de organização da produção e do trabalho e os seus processos de mudança, envolve pesquisas voltadas para:

a) A produção de conhecimento sobre a dinâmica social, as relações entre as estruturações e reestruturações do capital, as estratégias de negócio e de produção da empresa, as redes nas quais a empresa está inserida, a incorporação de tecnologias, a ação e reação dos trabalhadores e de suas entidades representativas, o papel do estado e da sociedade civil. Temas de interesse envolvem as formas como se articulam esses diferentes atores nas condições objetivas da organização do trabalho e da produção e na vida coletiva e individual dos trabalhadores e trabalhadoras.

b) A produção de conhecimento sobre as experiências concretas de cooperação entre trabalhadores rurais e urbanos na organização de empreendimentos onde a gestão da produção e a organização do trabalho articulam-se por meio de sócios-trabalhadores, gestores e executores ao mesmo tempo. Temas de interesse envolvem empreendimentos de economia solidária, empreendimentos autogestionários, associações, cooperativas e grupos informais cujas relações de assalariamento são marginais ou inexistentes.

c) A compreensão das formas de estruturação e organização do trabalho no interior das organizações. Temas de interesse envolvem a divisão dos trabalhadores nos espaços de trabalho, suas habilidades e qualificações, o conteúdo das tarefas, as pausas e cadências, o sistema hierárquico, a repartição das responsabilidades, as formas de controle e as relações de poder.

d) A produção de conhecimento sobre as relações entre os contextos tecnológicos e organizacionais e as condições concretas de realização das atividades situadas de trabalho, considerando aspectos de saúde, segurança, produção e produtividade. Os temas de interesse incluem as relações entre trabalho prescrito e trabalho real, as variabilidades, a carga de trabalho em suas dimensões físicas, cognitivas e organizacionais, os mecanismos de regulação, e as estratégias individuais ou coletivas nas atividades e trabalho, na perspectiva da ergonomia situada

 

Disciplinas

 

Docente

Nome (clique para ver o Currículo Lattes)  E-mail

Prof. Dr. João Alberto Camarotto camarotto@dep.ufscar.br

Prof. Dr. Nilton Luiz Menegon menegon@dep.ufscar.br

Prof. Dr. Sergio Luis da Silva sergiol@ufscar.br

Copyright © 2017 | Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção - DEP - UFSCar | Todos os direitos reservados
Powered by WordPress.